30 de dezembro de 2010

Todo novo começo ...

Tenho produzido tão pouco. E o pouco que produzo me desgosta a ponto do 'delete' e 'backspace' se tornarem as teclas mais usadas em meu teclado. O sentimento do lápis no papel não mais faz o mesmo sentido que outrora já fez e há muito não vejo a cor do grafiti nas paginas amareladas que se escondem fechadas em meus cadernos. No fim das contas me sinto como uma criança boba que esqueceu como andar de bicicleta (se é que isso é possível). Cansei um pouco de criar histórias, de sonhar cenas, de viver em palavras. Nunca soube explicar o determinado sentimento de quando me deparo com a falta de idéias e a tristeza de uma folha em branco. Já tentei descrever mas me perco nos meus próprios devaneios as vezes tão pueris e as vezes tão inexistentes que esqueço do que falo e para quem. Se para mim, sinto que é um exercício de auto-afirmação as vezes até um pouco maçante. Se para os outros, sinto que apenas uma massagem num ego as vezes grandioso demais para aceitar determinadas opiniões ou 'desopiniões'.

A verdade é que cá estou eu novamente, teclando de forma talvez infundada. Mas encorajado a tentar produzir novamente algo que, faça sentido ou não, seja dito, escrito e desdito. Se algum dia chegarei a entender a sombra dos meus pensamentos já não tenho tanta certeza. Mas o fato é que busco novamente palavras certas para fins tão incertos que quem sabe não acabam se colocando bem no meio do caminho.

2 comentários:

WaL disse...

Como que pode em minutos escrever tão bem? TALENTO né...Te seguirei dear John e espero que continue escrevendo coisas lindas! Bjokass

=)Domino SimmonS...{Ana} disse...

Grande talento para escrever..meus parábenss... que este seja um inicio de um blog maravilhosos...bjoss Ana